Como utilizar a vírgula de forma correta

Categorias: 2015 - Dicas - Estudos - Provas - Redação - Vestibular

A língua escrita utiliza-se de certos sinais gráficos para poderem expressar intensidade, emoção e pausas. Esses são elementos da oralidade que são transpostos para a modalidade por meio do que chamamos de pontuação.



Um dos grandes problemas, e que conta muito ponto, é a utilização correta da vírgula. Assim, buscamos analisar, de forma breve e objetiva, o uso dessa ferramenta.

Primeira dica em relação à vírgula, é que não separamos sujeito de predicado. Exemplos:

– Paulo comprou um carro (correto)



– Paulo, comprou um carro (errado)

Os termos repetidos também vêm separados por vírgulas. Exemplo: 

– Nada, nada, nada, nunca tinha nada.

O vocativo também vem separado por vírgulas, exemplo:

– Maria, venha cá menina!

As orações intercaladas também demandam a utilização da vírgula, exemplo:

– Não sei se eu vou à festa, respondi eu.

Os adjuntos adverbiais que iniciam as frases também utilizam a vírgula:

– Hoje, vou almoçar na fazenda

Utilizamos também a vírgula para separar datas e nomes de locais. Exemplo:

– São Paulo, 25 de dezembro de 2014.

Na elipse do verbo também se usa:

– Ela comprou um sorvete; eu, depois.

A vírgula também é utilizada para separar explicações, como:

– João, o rapaz do mercado, casou-se com Maria.

Um dos pontos que causam muita dúvida é o emprego da vírgula antes da conjunção “e”. Para usar corretamente essa pontuação, devemos ter em mente que a segunda oração do período trata-se de um sujeito ou assunto diferente da primeira, exemplo:

– A lua descia lidamente, e a noite tinha um clima agradável;

Quando temos um sujeito composto, tendo mais de três pessoas, utilizamos também:

– João, Rafael e Ricardo compraram um pequeno rancho.

– São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais são integrantes da região sudeste do Brasil.

Para quem está estudando para vestibulares ou concursos, um exercício bastante interessante de ser feito é pegar textos de revistas, jornais e livros e buscar explicação para utilização de cada vírgula, assim, você consegue aprender na prática as regras de utilização.

Por Thiago José Fernandes



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *