Enem 2017 – Principais Mudanças

Categorias: Enem - MEC

Confira aqui as principais mudanças realizadas para o Enem 2017.



O MEC (Ministério da Educação) divulgou no início deste mês os detalhes de uma série de mudanças que serão aplicadas durante a organização e realização do Enem 2017 (Exame Nacional do Ensino Médio).

De acordo com as informações divulgadas, as provas deste ano serão realizadas em dois domingos seguidos, não sendo mais em apenas um único fim de semana. Com isso, as provas estão prevista para os dias 5 e 12 de novembro.

Já o edital que irá tratar de todas as nuances do exame está previsto para ser liberado no dia 10 de abril de 2017. O período de inscrições permanecerá em aberto entre os dias 08 e 19 de maio.

Os resultados serão divulgados em 19 de janeiro de 2018.



Veja outras mudanças

Sem notas por Escola

O MEC informou que não irá mais divulgar dados do exame relativos as escolas. Isso quer dizer que não serão noticiadas informações sobre as notas e o desempenho de cada escola.

Provas personalizadas

Os cadernos de questões serão personalizados, trazendo a identificação com o nome e número de inscrição. Os cartões de resposta serão encartados dentro da prova.

Redação

A redação, nas edições anteriores era aplicada na segunda fase. Agora ele deverá ser realizada no primeiro dia de prova, assim como as provas de ciências humanas e suas tecnologias, códigos e suas tecnologias e linguagem. A duração será de 5 horas e 30 minutos.

Isenção

Antes a isenção era conseguida a partir de uma autodeclaração de baixa renda. A partir deste ano será feita uma conferência de informações no CadÚnico. Caso os dados não correspondam o candidato poderá perder o benefício.

Apresentação de atestado

Se o candidato obteve o benefício da isenção da taxa e vier a faltar em um dos dias da prova sem nenhuma justificativa, ou seja, não apresentaram o atestado, poderão ficar sem o benefício no próximo ano.

O Enem não servirá mais como certificado de nível médio

A partir de 2017 o Enem não irá mais ser usado como certificado para o ensino médio. Segundo o MEC o exame não é estruturado para analisar e fazer esse tipo de graduação.

A certificação em si voltará a ser como antes. Isso quer dizer que será realizada pelo Enceja.

Para maiores informações acesse www.mec.gov.br.

Por Denisson Soares



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *