FIES 2021 – Inscrição, Regras, Vagas, Resultado

Categorias: 2021 - Fies - Financiamento Estudantil

Confira aqui todos os detalhes sobre o FIES 2021.



Para você que tem o desejo de conseguir estudar em uma universidade e não tem condições financeiras no momento para isso, essa pode ser uma boa oportunidade para realizar seu sonho. O FIES (Fundo de Financiamento Estudantil) para o primeiro semestre de 2021 já teve o seu edital publicado pelo Ministério da Educação. A publicação aconteceu no último dia 18 e os interessados em conseguir o financiamento estudantil podem fazer as suas inscrições a partir do dia 26 de janeiro. O número de estudantes que podem ser beneficiados com o FIES nesta edição é de 93 mil.

Para este primeiro semestre, os inscritos não poderão contar com as notas do Enem de 2020. Por causa do adiamento do Enem, que só acontecerá no mês de janeiro de 2021, as notas só serão conhecidas em março. Assim, embora não haja ainda uma confirmação, as notas poderiam ser consideradas para a seleção apenas do segundo semestre. Para esse primeiro FIES de 2021, serão utilizadas as notas de edições passadas.

Condições que o candidato deve preencher para a inscrição

Aqueles que queiram obter o financiamento estudantil devem ter participado de alguma edição do Enem entre os anos de 2010 e 2019. É necessário que tenha conseguido a pontuação mínima de 450 pontos. Em relação a nota da redação, o candidato não pode ter zerado.

Os interessados também devem ficar atentos a outras regras do FIES: os candidatos ao programa com uma renda familiar máxima de três mínimos são os que poderão se candidatar ao FIES sem a cobrança de juros; é permitida a inscrição de pessoas que já tenham concluído algum curso superior, desde que este não esteja inadimplente com o programa; os estudantes com bolsa parcial no ProUni também podem tentar o financiamento das mensalidades restantes. Mas deve ser para o mesmo curso e a soma do Prouni e FIES não pode ser superior ao valor para o semestre.



Mudança na nota da redação

A mudança prevista para o ano de 2020 em relação a nota da redação, que diz que a mesma deve atingir o mínimo de 400 pontos, não será aplicada nesta seleção.

Inscrições e resultado

As inscrições para o FIES 2021 podem ser feitas a partir do dia 26 de janeiro até o dia 29 de janeiro. Para a inscrição o site é: fies.mec.gov.br. Quando o estudante estiver se inscrevendo, já deve fazer a escolha do curso e da universidade, de acordo com as opções disponíveis.

Os estudantes pré-selecionados devem fazer a complementação de dados entre os dias 3 e 5 de fevereiro. Depois de feito isso, precisam se dirigir a instituição de ensino para que a Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento possa analisar toda a documentação. O prazo para a resposta é de cinco dias úteis. Em caso de aprovação, o candidato terá 10 dias de prazo para assinar o contrato com o banco parceiro do programa. Esse prazo será contado a partir do terceiro dia da validação.

Candidatos que não forem selecionados na primeira chamada já estarão de forma automática inscritos na fila de espera. O tempo estimado para a convocação daqueles que estejam na fila é por volta de 15 dias.

FIES x P-FIES

O FIES, programa que oferece crédito estudantil, foi criado em 12 de julho de 2001 por meio da lei 10.260 e concede financiamento com juros zero a estudantes em cursos superiores em instituições não gratuitas.

O programa P-FIES (Programa de Financiamento Estudantil), que foi criado no ano de 2017, é um pouco diferente do FIES – sendo um programa sem vínculos com o FIES, tem também regras diferentes.

Em princípio, havia a condição para que fosse concedido que a renda mensal não ultrapassasse cinco mínimos. Agora já não há mais essa exigência. Além disso, as condições de concessão do financiamento estudantil são definidas entre o agente financeiro operador do crédito (banco), a instituição de ensino superior e o estudante.

Veja a seguir as principais diferenças:

  • A cobrança de juros, tem o valor definido pelo banco com o qual é assinado o contrato;
  • Os candidatos são selecionados de forma independente da que acontece com o FIES;
  • O estudante pode tentar o financiamento durante todo o ano, não tendo, portanto, uma data específica.

Em qualquer das duas modalidades de financiamento, o estudante só começará a fazer o pagamento do seu débito a partir da sua formatura.

Redatora Henri



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *