O Que Mais Cai na Prova do Enem

Categorias: Dicas - Enem - MEC

Levantamento realizado deste 2009 indica o conteúdo que mais caiu nas provas do Enem.

O Exame Nacional do Ensino Médio, o ENEM, foi criado em 1998 e em quase 20 anos de existência a prova passou por muitas modificações tanto no exame em si quanto na importância que ela adquiriu ao longo dos anos. O conteúdo cobrado é aquele ensinado durante o Ensino Médio das escolas brasileiras, mas em uma pesquisa realizada pelo Sistema Ari de Sá, SAS, em abril deste ano, mostrou quais temas são mais recorrentes nas edições entre 2009 e 2016.



Segundo a SAS os assuntos mais cobrados foram estes:

– Matemática:

  • 26,3% Geometria.
  • 12,8% Aritimética.
  • 12,1% Escala, razão e proporção.
  • 9% Funções.
  • 8,3% Porcentagem.
  • 8,3% Gráficos e Tabelas.
  • 6,8% Estatística.
  • 5,9% Probabilidade.
  • 2,6% Equações Elementares.
  • 2,5% Sequências.
  • 2,2% Análise Combinatória.
  • 1,7% Números inteiros e reais.
  • 1,1% Trigonometria.
  • 0,3% Notação Científica.
  • 0,1% Matriz.

Ciências da Natureza (Biologia, Química e Física):

– Biologia:

  • 19,4% Humanidade e ambiente.
  • 11,3% Citologia.
  • 11,3% Histologia e fisiologia (animal e humana).
  • 8,1% Fundamentos da ecologia.
  • 7,8% Biotecnologia.
  • 7,8% Microbiologia e doenças associadas (parasitologia).
  • 5,7% Cadeias e teias (fluxo de energia).
  • 5,7% Evolução.
  • 4,2% Biologia molecular (inorgânica e orgânica).
  • 4,2% Biomas.
  • 2,8% Genética Mendeliana.
  • 2,8% Botânica.
  • 2,5% Genética Molecular.
  • 2,1% Embriologia e Reprodução.
  • 1,4% Método Científico.
  • 2,9% Outros (Taxonomia/Sistemática, Zoologia, Origem da vida, Indicadores sociais, Legislação e cidadania).

– Química:

  • 24,9% Química geral.
  • 23,8% Físico-química.
  • 18,1% Química orgânica
  • 12,1% Meio ambiente.
  • 9,4% Energia.
  • 6% Água.
  • 5,7% Atomística.

– Física:

  • 30,3% Mecânica.
  • 24,6% Eletricidade e energia.
  • 19% Ondulatória.
  • 17,1% Termologia.
  • 9% Óptica.

Linguagens:

– Espanhol:

  • 57,1% Compreensão e interpretação textual.
  • 12,9% Semântica/ domínio lexical.
  • 7,2% Funções de linguagem.
  • 5,7% Leitura e interpretação de charges e tirinhas.
  • 5,7% Identificação de função do texto.
  • 4,3% Análise de texto literário e em prosa.
  • 2,9% Análise e interpretação de música e poemas.
  • 1,4% Leituras e artes.
  • 1,4% Figuras de linguagens.
  • 1,4% Diversidade cultural.

– Inglês:

  • 47,1% Leitura e interpretação de texto.
  • 14,3% Leitura e interpretação de cartuns, tirinhas e charges.
  • 12,9% Domínio lexical.
  • 10% Análise e interpretação de poemas e canções.
  • 7,1% Identificação de função de texto.
  • 5,7% Diversidade linguística.
  • 2,9% Diversidade cultural.

– Língua Portuguesa:

  • 28,8% Leitura e interpretação de texto.
  • 18,2% Estrutura textual e análise de discurso.
  • 12,3% Leitura e artes.
  • 8,3% Variação Linguística.
  • 8,3% Gênero textual.
  • 8,3% Literatura.
  • 3,7% Funções da linguagem.
  • 3.7% Gramática.
  • 2,8% Semântica.
  • 2,3% Norma culta x norma popular.
  • 2,1% Figura de linguagem.
  • 1,2% Relação intertextual.

Ciências Humanas:

– Sociologia:

  • 25,2% Mundo do trabalho.
  • 13,7% Ideologia.
  • 11,6% Cultura e indústria cultural.
  • 11,6% Meios de comunicação, tecnologia e cultura de massa.
  • 9,5% Cidadania.
  • 8,4% Movimentos sociais.
  • 7,4% Identidade de gênero.
  • 6,3% Organização científica do trabalho.
  • 4,2% Desigualdades sociais.
  • 2,1% Conflito de terra e violência.

– Filosofia:

  • 21,1% Ética e Justiça.
  • 15,3% Natureza do Conhecimento.
  • 12,9% Democracia e cidadania.
  • 12,9% Filosofia contemporânea.
  • 11,8% Filosofia moderna.
  • 10,6% Filosofia antiga.
  • 8,2% Relações de poder.
  • 2,4% Surgimento da Filosofia.
  • 2,4% Intolerância.
  • 2,4% Filosofia medieval.

– Geografia:

  • 19,1% Geografia agrária.
  • 17% Meio ambiente.
  • 14,1% Questões econômicas e globalização.
  • 11% Geografia urbana.
  • 8,1% Geopolítica.
  • 8,1% Democracia e cultura.
  • 7% Geografia física.
  • 5% Tecnologia, transportes e comunicação.
  • 4,6% Indústria.
  • 4% Energia.
  • 2% Cartografia.

– História:

  • 15,4% Idade Contemporânea.
  • 9,9% Brasil Colônia.
  • 7,5% Brasil Império.
  • 7,2% História política.
  • 5,8% Movimentos Sociais.
  • 5,8% Patrimônio Histórico – cultura e memória.
  • 5% Era Vargas.
  • 4,6% Primeira República ( 1889 – 1930)
  • 4,3% Idade Moderna.
  • 4,1% Idade Antiga.
  • 3,5% Tecnologia da informação, meios de comunicação e artes.
  • 3,5% Cidadania.
  • 3,5% Identidade cultural.
  • 3,5% Idade Média.
  • 2,9% Ditadura Militar.
  • 14,1% Outros (Brasil República, História da América, Antropologia, Identidade Nacional, Direitos Humanos, Nova República (1985), República Liberal (1945-1964), Democracia, Formação dos Estados Nacionais e Questões Indígenas).

Esse é um ótimo caminho para que os que estão se preparando para a prova tenham um plano de ensino. Claro que serão cobradas perguntas diferentes referentes a estes assuntos, mas já sabendo os temas, o estudo fica mais fácil. Lembrando que neste ano as inscrições para o ENEM começam no dia 9 de maio e se encerram no dia 19 do mesmo mês. As provas acontecem dia 5 de novembro (linguagens, ciências humanas e redação) e 12 de novembro (matemática e ciências da natureza). Se prepare bem e boa prova!

Isabela Castro.





Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *