Queda no Número de Novos Alunos no Ensino Superior

Categorias: Ensino Superior - Vestibular - Vestibular 2017

Dados do Censo mostram que número de alunos no ensino superior caiu de 8 para 7,8 milhões de estudantes.



O número de alunos no ensino superior caiu de 8 para 7,8 milhões de estudantes. A queda foi levada pela redução no número de matrículas nas intituições públicas. No cômputo geral da rede pública, houve uma queda de 0,5% em relação ao ano de 2015. Já na rede privada, o registro de matrículas teve acréscimo de 3,5%.

O dados de matrículas e número de estudantes no ensino superior foram divulgados pelo Censo da Educação Superior, realizado pelo INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais).

O aumento no número de matrículas foi impulsionado pelas instituições privadas. No ano de 2015 foram registradas 5,8 milhões de matrículas entre a rede privada e pública. O incremento de matrículas no ano de 2016 foi de apenas 200 mil.



Os dados são alarmantes quando se avalia o percentual de redução em alunos no ensino superior. Comparando-se 2015 com o ano de 2016, houve um decréscimo de 6,1%. Em números absolutos, esse percentual significa 200 mil estudantes a menos no terceiro grau de ensino.

Outro dado que merece atenção é o percentual de concluintes. Nesse quesito, a rede pública também apresenta decréscimo: o recuo é de 0,8% de estudantes que alcançaram o diploma. No caso da rede privada, ocorreu a conclusão de curso para 15,9% a mais de estudantes.

Os números apontam uma tendência de queda na rede pública de ensino superior, bem como elevados graus de evasão. Grande parte dos estudantes conseguem o ingresso nas instituições públicas, no entanto, não concluem a trajetória completa para formação no terceiro grau.

Em entrevista para coletiva de imprensa, o diretor de estatísticas educacionais do Ministério da Educação (MEC), Carlos Eduardo Moreno Sampaio, disse que os percentuais de ingressantes no ensino superior estavam em conformidade com o cenário internacional. Carlos Moreno apontou com preocupação os números de alunos que iniciam os estudos e não acabam, segundo ele, é nesse quesito que a média do Brasil está bem abaixo do esperado.

Os dados direcionam para uma necessidade de reflexão sobre quais motivos que levam os estudantes a abandonar as instituições públicas quando a graduação já está em curso.

Matheus Griebeler



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Posting....